quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

O Fim do Sonho...



No dia 12 de agosto, véspera da estréia do show, um dia após apresentação do programa Fatantástico com os clipes de lançamento do novo disco vem a notícia bomba que nenhum dos milhares de fãs gostaria de ouvir ou ver... O FIM DOS SECOS & MOLHADOS.

"Depois de se tornar recordista na venda de discos em todo o Brasil, vencendo inclusive o então imbatível Roberto Carlos, o conjunto Secos & Molhados vai se dissolver. A decisão partiu de Ney Matogrosso, 33 anos, solista do grupo, inconformado "com a ganância e os desacertos" com que vinham sendo dirigidos os destinos do conjunto. A renúncia foi anunciada as vesperas do show que acompanharia o lançamento do segundo álbum, e para o qual os convites já tinham sido expedidos. Assim, sem festa, o segundo e derradeiro disco está sendo lançado, já com 150.000 exemplares reservados pelas lojas". (O convite cancelado - Revista Veja, agosto de 1974).

Durante muitos anos foi questionado a respeito do fim do grupo. Em entrevista ao programa Fantástico, Ney Matogrosso deixou bem claro seus motivos ao referir que o lider João Ricardo, enviou através de um boy, um contrato pra ser assinado por ele na condição de empregado, no que foi terminante recusado, e que todo o dinheiro até então levantado por eles havia sido investido no "novo escritório" do grupo, que ocupava dois andares com instalações luxuosas, deixando dessa forma Ney e Gerson sem nenhum dinheiro que haviam faturado nas últimas vendas e apresentações da banda. Termina aqui a trajetória do grande sonho musical de milhares de brasileiros e inicia-se a carreira brilhante de NEY MATOGROSSO.


video

O Lançamento do Segundo Álbum dos Secos & Molhados

Após o retorno da bem sucedida turnée pelo México, o grupo entra no estúdio Prova-SP e nos meses de Maio, Junho e Julho, gravam o segundo álbum com encomenda inicial de 150.000 cópias. No sábado, dia 10 de agosto de 1974, chegam as lojas o esperado segundo álbum dos Secos & Molhados.
"O novo disco vai ser lançado na Europa e nos EUA" - O segundo disco foi preparado para ser o passo mais importante dos Secos & Molhados rumo à conquista das Américas e da Europa. Além da faixa toda cantada em espanhol (Tercer Mundo, poema de Júlio Cortázar, musicado por João Ricardo), o LP inteiro tem um sabor latino, com arranjos de viola, sanfona e castanholas". (Revista POP, agosto de 1974).
No domingo, dia 11 de agosto ás 20h, foi ao ar, lançado pelo programa Fantástico o clipe das músicas Flores Astrais e Tercer Mundo. "Já estava tudo pronto para a grande festa do dia 13 de agosto: Banda de música e balões gigantescos esperariam a multidão que iria superlotar o Tearo Aquarius, em São Paulo para assistir ao show de lançamento nacional do novo disco dos Secos & Molhados" (Revista POP - Agosto de 1974).







A Gravação do Segundo Album

Após o retorno da turnée ao México, durante os meses de Maio, Junho e Julho/1974, os Secos & Molhados gravam o segundo álbum, com encomenda de 150.000 cópias já vendidas para ser lançado oficialmente no mês de Agosto.


Secos & Molhados na Revista Cash Box Americana


Ainda em turnée pelo México é publicada na revista "Cash Box", uma das maiores revistas de circulação musical nos Estados Unidos, matéria sobre o sucesso dos Secos & Molhados e sua explosão no Brasil com vendagens superiores a "300.000 albuns sold in Brazil". Surgindo daí a idéia que o gurpo Kiss teria visto o visual e o copiou. Em diversas entrevistas Ney Matogrosso confirma que empresários Americanos o procuraram na turnée do México com proposta de formar um grupo Americano com som mais pesado, o que ele recusou por não ter interesse em fazer carreira internacional.

Tournée dos Secos & Molhados no México

"O Conjunto brasileiro Secos & Molhados, que alcançou sucesso em todo o Brasil, deixou São Paulo na manhã de ontem com destino ao México. Naquele pais, os integrantes do conjunto farão o lançamento do LP que bateu todos os recordes de vendagem no território nacional do ano passado. Pelo que está no programa, além das apresentações na Tv mexicana, o Secos & Molhados farão shows em clubes na cidade do México e em seguida, seguirão para os Estados Unidos, onde acertarão contratos para apresentações especiais. O empresário Moaracy do Val não embarcou, como estava previsto." (Folha de São Paulo, maio de 1974).

As Crianças e o Fascinio pelos Secos & Molhados

"A música, as cores, o mundo mágico dos sacis e das fadas atraem as crianças", diz João Ricardo. Mas é difícil determinar porque nós atraímos as crianças como é difícil determinar as razões do próprio sucesso. A gente não faz espetáculos para crianças porque elas não podem ver os shows que são impróprios até 14 anos. Mas elas nós curtem pela TV e pelo disco."
Embora não tenham nenhum plano específico com relação a essa combativa legião de pequenos adminiradores, os Secos & Molhados percebem a importância deles. "O Roberto Carlos que atraiu crianças de seis anos de idade 10 anos atrás tem hoje um público na faixa dos 16 anos. Também a criança que nós conquistamos agora vai ter mais tarde uma abertura para coisas que considereamos importantes." É possivel que os planos iniciais dos Secos & Molhados
não incluíssem hordas de entuasmados fãs-mirins, mas não há duvidas que suas pretensões estavam, como ainda estão, apontadas em direção aos mais altos patamares da glória musical. Eles afirmam que se preparam pra isso, e porque se prepararam tinham infra-estrutura, ao contrário dos demais grupos nacionais de rock e, assim, "tinham que acontecer". Aconteceram de fato em meio ao que eles próprios qualificam como um "estouro", mas um estou que está razoavelmente organizado dentro do que se poderia chamar um programa de ação. "Eu estou partindo primeiro para os grandes centros, "diz João Ricardo. "Estou dentro do esquema urbano". (Livro Secos & Molhados, Editora Nordica, 1974).